Virginia Costa

sábado, 26 de setembro de 2009

Aquarelas da minha mãe

Cheguei no apartamento da minha irmã e vi que ela havia colocado algumas aquarelas da nossa mãe em molduras. Ficaram lindas. O tom de azul foi uma feliz sugestão da Fátima.
Minha mãe se chamava Nilcy Costa e era super habilidosa. Tudo que ela fazia era único e cheio de detalhes. Acredite se quiser, ela fazia doce de jaboticaba. Mas veja bem,ela cortava uma a uma com a tesourinha, tirava o recheio, fazia o doce e colocava de volta, bolinha por bolinha.Ficava lindo como cobertura de sorvete e manjar.
Esta é uma série encantadora que ela fez. Repare na riqueza dos detalhes.
As imagens não ficaram boas mas dá pra se ter uma ideia.
Ela produziu muito, sempre cenas campestres, casinhas românticas com jardins floridos, crianças brincando( sem brinquedos). Não se preocupava em vende-las mas quem via acabava comprando.São irresistíveis e tem esta capacidade de nos transportar ao passado e a uma época de muita paz que está ficando cada vez mais longe.
Eu tive, graças a ela, a sorte de vivenciar todas estas cenas.Sinto muita saudade dela.

2 comentários:

Sandra..... disse...

A genética é forte mesmo....

Blog da Selene disse...

Lindas as aquarelas da sua mãe. Lembram-me Carl Larsson. Vou usá-las em minhas aulas, para ilustrar o cotidiano. Selene