Virginia Costa

terça-feira, 12 de janeiro de 2010

Tiradentes & Surrounding Area - Handcraft

Oficina do Fabio- O danadinho do moço faz luminárias e objetos decorativos com tampinhas de garrafas! Não resisti e comprei esta luminária sereia. Rua São Bento 372. Bichinho, MG.
Adorei o colorido destas pipas e estandartes. Algumas pipas são luminárias. A loja se chama Anjos Astrais. Uma das que tem a fachada mais bonitinha em Bichinho. Eles, inclusive tem uma pousada ali mesmo muito lindinha.Em Bichinho, ou Tiradentes, a região de comércio é muito pequena e não tem como deixar de ver alguma coisa.Reparem só no colorido !!! Não é encantador ?
Loja Ponto e Nó - A lojinha da Carmen fica nos fundos da casa dela. Nesta, te juro, eu enlouqueci, queria tudo. Me controlei, comprei algumas coisinhas moderadamente.  Daí voltamos lá no outro dia e “derramamos o caminhão de mixirica”. Estávamos em quatro. Compramos almofadas,jogos americanos, aventais, panos de prato, tudo com detalhes de fuxico. Tinha também crochê e colchas de retalho em chitão. 
A colcha de retalho eu comprei, entre outras cositas, rsrsrs. Consegui achar três desculpas para comprá-la : serve de colcha, de capa de sofá e de toalha de mesa. Pronto! Tô desculpada!.A Carmen, hoje em dia, terceirizou e tem 25 bordadeiras. A loja é simples, a filha, muito simpática, ajuda a atender. Por lá já passou muita gente importante. Ela até mostra o álbum de fotos para comprovar.Só cheguei até lá por que a Tetê conhecia. Como turista, não teria achado a edícula. Daí perguntei para a Carmen por que ela não abria uma loja na “avenida”. Acredite se quiser, ela disse que já fez isto e que na tal loja nova não vendeu uma peça sequer, encalhava tudo. Daí voltou para a edícula e o movimento voltou. Não é muito estranho? Coisas do Feng Shui? Energia incompatível com ela? Inveja ?   Vai entender....
A luminária feita de latas, com a forma de um vestido rendado comprei na Oficina de Agosto. Esta oficina , cujo responsável e idealizador é o Toti, merece uma postagem especial que farei mais tarde. 
O casal de pavões (nuns tons que me lembraram o mar do Caribe) eu comprei diretamente do artista, Antonio, na casa dele. Tetê sabe tudo!
Villa Adobe. Outra lojinha incrível. Na verdade, é um anexo à Pousada com o mesmo nome. Fica a 5 minutos do Centro Histórico de Tiradentes. Quem cuida da loja é o filho simpático e criativo da Maity. Todos os bordados são criados por êle. Uma ótima sugestão para quem gosta de peças muito finas para enxoval. Tem também biscoitos de polvilho deliciosos, daqueles “honestos” e outras peças muito requintadas  em estampas  de decoração.  
 Antiquário Nobre Decadência. Fica perto da Matriz. As fotos são da Tetê que esteve lá e amou a réplica de uma cozinha de antigamente montada lá.
Atelier Thereza Oliveira. Esta artista faz delicados trabalhos com conchas em tons cuidadosamente escolhidos. Adorei a fachada !
Cuia Brasil. Imperdível. É uma verdadeira mostra do talento de diversos artistas. A cerâmica da foto é a Saramenha, trazida para o Brasil no século XIX. Ornamentou as casas das tradicionais famílias mineiras, substituindo as caras e raras louças européias. Foi considerada extinta até que se encontrou, em Ouro Branco, o último artesão: Mestre Bitinho, que faleceu em 1998. Antes, porém, ensinou a técnica a um discípulo jovem e talentoso (Leonardo), que vem resgatando esta arte de incalculável valor histórico.
 Os delicados mini oratórios feitos em caixas de fósforo são de Maria Alice Braga, artista plástica mineira. Seus primeiros trabalhos foram feitos para o Museu do Oratório de Ouro Preto.
Brasileirinho  Uma loja grande que fica um pouco antes de chegar em Tiradentes. Tem uma ótima seleção de artesanato de Minas, Pernambuco, Alagoas e Santa Catarina. Av. Governador Isael Pinheiro 555-
Demóstenes Vargas.  Na verdade, os bordados são feitos em conjunto pela família dêle (a mãe e cinco filhos, um deles é o Demóstenes). A foto não faz justiça. São lindos, delicados, coloridos. Uma verdadeira pintura em linhas coloridas que hoje ilustram vários livros. Você pode ver o trabalho dêle no Cuia Brasil.

Nenhum comentário: