Virginia Costa

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

"Nosso" São George na Inglaterra

São George é comemorado nas placas de pubs por todo o país mas poucos sabem a origem do santo patrono da Inglaterra. Antes, o dia nacional da Inglaterra, 23 de Abril, era o mais importante do calendário festivo. Hoje ele perde para o dia de St. Patrick ou St. David.
O quadro acima eu que pintei. Foi vendido. Foi o único pub que sobreviveu ao grande incêndio.
“Os ingleses perderam o entusiasmo para celebrar o dia de São George, o que é uma grande pena pois era um dia de festa muito importante para nossos ancestrais”, diz Jon Hogan, coordenador dos eventos de tradições populares.

tela óleo de Virginia Costa (abaixo)
Diz-se que São George foi um oficial da cavalaria do exército romano no séc. III na Capadócia, um antigo centro cristão na Turquia.

A lenda diz que ele recebeu ordens para perseguir cristãos mas se recusou, revelando assim que ele mesmo era um cristão. Este fato fez com que fosse executado. A cena de bravura na qual aparece matando o dragão fez parte da história bem mais tarde, no tempo das cruzadas.
São George é o maior santo na tradição ortodoxa oriental. Assim como na Inglaterra, ele é o santo patrono de lugares diversos como Aragon, Barcelona, Beirute, Bavária, Portugal, Lituânia, Hungria e Moscou.
Viajantes, ciclistas, soldados, arqueiros, cavaleiros, fazendeiros e trabalhadores rurais, assim como escoteiros o escolheram como santo e ele é, por mais bizarro que pareça, o patrono da sífilis e das doenças de pele.
No fim do século XVIII as comemorações foram diminuindo mas agora há sinais de uma modesta recuperação com entidades pelo país interessadas em promovê-lo.
Já houve inclusive um evento na House of Commons pedindo um feriado público no dia dele, que também é o dia do aniversário de Shakespeare.
Não é só a Inglaterra que o prestigia, há monumentos para ele em muitos países.
Este post eu fiz QUINTA-FEIRA, 23 DE ABRIL DE 2009, mas havia perdido as imagens.

Nenhum comentário: