Virginia Costa

terça-feira, 1 de abril de 2014

Trindade - RJ - Budget Trip

Amplie a foto para ver melhor! Da Rio Santos até a praia tem uns 6 km, a gente acha que acabou a estrada mas depois entendi que ali é a Praia do Cepilho,para surfistas. Você tem que virar à direita e passar de carro por cima de umas pedras com água do mar e continuar até a vila. Um carro acabou entalando num buraco bem na minha frente mas foi barberagem do cara que escolheu o pior lugar para atravessar.  Trindade tem uma carinha assim, se é que me entende.... 
Uma rua principal com várias pousadinhas, nada muito especial. 
 
A praia gostosa para banho fica bem pertinho da rua principal. 
A maioria dos quiosques fica na Praia dos Ranchos. Bem animada. O que eu mais gostei de Trindade fica bem ao lado, a Praia do Meio. 
Linda, selvagem, tem uma pedra enorme, e não tem construçoes.  
No fim desta praia tem uma trilha à esquerda para a Praia do Caixa D'aço. 
Oops! Acabei de ver que escrevi errado o nome nas fotos.
Para a direita, entrando na mata, fica a cachoeira Pedra Que Engole mas eu não quis ir sozinha até lá. Com esse nome perdi a coragem. 
Enfim, pegue a trilha e você vai sair do outro lado, na Praia do Caixa D'Aço. 
O único restaurante de lá é este ai, disseram que é muito bom.
Tem um outro, super rustico, o Trinta Réis que um rapaz disse que prefere e que é inclusive bem mais barato.Tem que ser! Repare no estilo!
 Depois do Trinta Réis chega-se à entrada da segunda trilha que leva à Piscina Natural, motivo da minha ida até lá.
 Pode-se ir também de barco, R$ 10,00 por pessoa, ida ou volta. 
O barco te deixa dentro da piscina e você fica o tempo que quiser. Eu fui a pé e voltei de barco. A trilha toda na mata é linda mas tem que ter disposição. Fui sozinha e me deu medo, claro, mas todos disseram que não haveria perigo. Parei um pouquinho para descansar e dei de cara com esta cobra. 
Eu teria pisado nela se não tivesse parado para tomar folego. Pura coisa de anjo da guarda! E pensar que todo mundo usa havaianas por ali! Eu fui com uma botinha de mergulho, valeu o investimento. Levei snorkerl e até salva vidas rsrsrs Melhor do que dar trabalho para os outros, não é?
A piscina é uma piscina mesmo e sem duvida tem que levar snorkerl pois deu para ver diversos tipos de peixe, não somente estes ai que são mais comuns.
 Acabei voltando de barco.
 Me hospedei no Che Lagarto, um albergue. Bom, ai é uma outra historia. 
 Dei sorte porque fiquei num quarto compartilhado sem ninguém. R$ 40,00 com café da manhã, aliás, bem fraquinho. Leve cadeado para guardar suas coisas nos gavetões embaixo da cama.
 O hostel tem piscininha e ar condicionado. Não fornecem toalhas. Tem um estacionamento quase na frente que custa R$ 20,00 o pernoite com direito a ducha. 
 Me disseram que pode-se deixar o carro na rua de trás também, sem pagar. Bem em frente ao Che Lagarto tem um mini barzinho, a dona se chama Rose e faz umas saladinhas orientais bem legais. Comi esta casquinha de siri, super honesta. Tem também a Neide que vende salada de frutas na praia. Podem comer, super fresquinha e ela da dicas sobre o local. R$ 7,00
Não acho que valha a pena dormir por lá. Melhor passar o dia e dormir em Paraty que tem mais opcoes. 

Nenhum comentário: