Virginia Costa

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Alter do Chão - Passeios: Ponta do Cururu, Praia de Itapari e Ponta de Pedras

Um dos passeios mais importantes eu não fiz, que é para a FLONA. Não fui porque me disseram que tem uma caminhada de quatro horas e eu sei que iria me acabar por causa do calor.
 Enfim, fechamos com essa agencia aí um passeio ótimo. Falem com o Deco. 
Ele busca no hotel, nos deixa nesse embarcadouro simpático e daí a gente pega um barco onde cabem dezesseis pessoas. 
 O dia todo saiu por R$ 60,00 por pessoa. Quanto mais gente, mais barato.
Mas primeiro, a tecnologia local manda que a gente suba na escadinha e o barqueiro lava nossos pés com a água do baldinho para tirar a areia. Tá certo, né?
 Primeira parada foi a Ponta do Cururu. Um enorme banco de areia no meio do rio Tapajós. Não dá para ver o outro lado do rio. Água limpíssima e calma de um lado e com ondas do outro lado. De novo, a gente jura que está no mar.
 Tinha lá ancorado esse barco com um casal estrangeiro com duas crianças bem pequenas, cunhada com namorado, babá, cozinheira e mais dois tripulantes. Alugaram o barco por cinco dias e estavam passeando pelas comunidades. Todo mundo ficou morrendo de vontade de fazer o mesmo.
Ficamos um bom tempo por lá nadando.
Em seguida fomos para Ponta de Pedras, outro lugar delicioso e que é accessível também por carro. Aí o barqueiro, que até então não havia dito uma palavra, avisou que tinha arraias num certo lago. 
 Ficamos um bom tempo na praia, experimentamos o charutinho (um tipo lambari fritinho). 
Nessa praia acontece o Festival do Charutinho e tem até escolha de uma miss Charutinho.
Nosso grupo animadíssimo.
Depois dos aperitivos caminhamos até um quiosque para o almoço. 

De novo, todos os peixes maravilhosos.
 Durante a semana só abrem alguns poucos mas dizem que nos fins de semana o bicho pega. 
R$ 1,00 para usar o banheiro pisando nos cajus. 
 
Depois fomos para a Praia de Itapari onde nadamos num lago com água super morna da nascente.
 
Não dava vontade de sair. Cenário de filme.
Daí voltamos para a Ponta do Cururu para ver o por do sol e os botos.
 Achei que eles não iriam aparecer mas eles vieram sim, em bando. 
 Foi um dia maravilhoso.

Nenhum comentário: