Virginia Costa

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Curitiba - Mercado Municipal- Rua 24 Horas - Feira na Gen.Osório - Barbaran

Eu só consigo viajar se for passeio barato, tenho que me virar dentro do orçamento e aproveitar o máximo, negociar comigo mesma, por exemplo, a ida para alguma atração a pé ou de ônibus e então voltar de táxi. Acabo experimentando comidinhas locais típicas durante o dia encho as garrafinhas de água onde tem bebedouro. Só isso já é uma economia e daí sobra para os passeios e comprinhas dos recuerdos. Também procuro comprar passagens em promoção. Pesquiso de verdade com calma. Nesse caso achei uma Guarulhos-Curitiba por R$ 230,00 ida e volta pela Gol. Fui e voltei de ônibus até São Paulo (R$ 20,00 o percurso).
Lanchinho da Gol. Água!!!!??? Sem opção de sucos ou café. Será a crise ou será porque o tempo de voo é curto? Pode servir um sanduíche que eu como rápido kkkk.
Chegando no aeroporto de Curitiba, bem na saída tem a opção de pegar o ônibus Executivo por R$ 13,00. Não precisa comprar antes. Tem dois percursos e daí você vê na hora qual fica perto do seu hotel. Tem a outra opção também, mais barata, do ônibus chamado Ligeirinho.
 O Executivo me deixou na porta do Ibis Budget, onde me hospedei.
Eu já havia ficado num desses em Campo Grande, MS e gostei. Detalhe, também uma promoção pela net, comprada com muita antecedência por R$ 109,00 a diária sem café da manhã. O quarto é super limpinho, o atendimento muito gentil, tem wi-fi grátis., ar condicionado e TV no quarto. Não tem interfone, shampoo, secador nem frigobar. Dá para viver sem. Tem café da manhã por R$ 14,00 mas sempre gosto de experimentar as padarias ao redor, e nesse caso tinha o Mercado Municipal bem pertinho.
 A localização desse hotel é boa por ser perto da Rodoferroviária, do Mercado e tem ponto de taxi na porta. Tem uns e outros dormindo no chão mais perto do Mercado mas acho que não fazem mal a ninguém.
Primeira parada, Mercado Municipal. Tem de tudo!! 
Pimentas de todo o mundo com alguns cartazes divertidos do tipo "Aji no morto"
 Babosas, morangas e frutas secas lindas, inclusive melancia que eu nunca imaginei ver seca.
 Uma das áreas de alimentação e um andar dedicado a comida orgânica.
Apfelstrudel congelada. 

 Comi um bolinho de bacalhau no Mr. Dea. Enorme e gostoso. R$ 8,00. Tem uma banca especializada em sanduíche de mortadela, daqueles enormes. Fica na parte de cima e se chama Maia Box.
 Adivinhem o que é isso? Parece comida, não é? É um brinquedo. A criança pega as pecinhas, umedece numa flanelinha e elas grudam. Dá para fazer várias formas. Coisa da Alemanha. Feito com sêmola de milho orgânico e corante alimentar. Não tem gosto e não é tóxico. Chama-se PlayMais e é vendido por kilo.
Essa lojinha é uma tentação! 
Queijos, presunto parma, salaminhos.....  Funcionamento: Domingo: 07:00 às 13:00h / Segunda: 07:00 às 14:00h / Terça a sábado: 07:00 às 18:00h. Ao redor do mercado o comércio é muito bom, voltado para embalagens e produtos alimentícios.
 Rua 24 Horas, inaugurada em 1991 como símbolo da cidade do futuro. Tem cobertura transparente apoiada e 32 arcos de estrutura metálica. Hoje em dia está meio derrubadinha e as lojas e bares acho que nem abrem a noite talvez pelo problema nacional de falta de segurança ou pelos encargos que isso gera com os empregados. Se estiver por perto, passe para dar uma olhada. 


Bem ao lado dela tem uma galeria onde tem uma loja que adorei.

Tem antiguidades dessas mais úteis, menos rebuscadas. Vi uma bancada onde parece que o pessoal conserta as coisas e avalia.
 Estive na feira de Natal da Praça General Osório. Curitiba só não tem feirinha na segunda feira. É uma verdadeira cultura local.
 Esta feira é voltada para o Natal. Dá para decorar uma casa inteira com tudo que tem lá. Tudo artesanal mesmo, bolachinhas lindas e de qualidade, guirlandas etc
 O polonês Tadeu Kawalec acho que é o personagem mais conhecido da cidade. Apaixonado pelo Papa João Paulo II, esteve em Roma para sua beatificação e levou uma bandeira enorme do Brasil e a colocou num mastro de 6 metros de altura. Esperou 15 horas na praça do Vaticano. Já apareceu até na Ana Maria Braga e vende seus pierogis nas feiras e em sua loja há 21 anos.
 O pierogi é como se fosse um risoli cozido que é aquecido na hora. Criou alguns recheios e molhos que a gente escolhe. Os molhos são suaves. Escolhi um com recheio de pernil com chucrute e molho de champignon. Seis pierogis por R$ 11,00. Muito gostoso.
Essa feira tem várias opções de comida de diversos países e estados do Brasil.
Bom, daí mudei do clima da Polônia para o da Ucrânia. Me falaram desse bar que fica dentro da Sociedade Ucraniana. Não tem placa e da rua você vê isso aí. A entrada é pela lateral.
Cheguei as 18:00h e já tinha fila de espera.Abre às 16:30h.
Lá dentro o clima é de boteco dos mais autênticos.
 A decoração é com selos e posters da Ucrânia.
No balcão, diversas placas que comprovam a qualidade.
Comi um "bolinho" com o qual eles fazem sanduíche e pedi raiz forte de acompanhamento. Uma delícia e tão grande que não deu para pedir mais nada.
Não resisti e pedi esse drink por causa do nome "Traumatismo Ucraniano" .
 Nem estava bom mas eu estava curtindo as novas amizades.
Num certo momento ficou muito quente lá dentro do salão e o pessoal fica lá fora que acabei achando melhor. Ferve de gente! Em resumo, o boteco é ótimo, tem comida boa e farta e o pessoal acaba se integrando. Valeu mesmo e recomendo para quem gosta de botecos pois é muito barato.
 Um dos pratos famosos do lugar é essa carne de onça, um tipo de beef tartar com pão de centeio.
Bom, fiz muita coisa no primeiro dia, não é?

Nenhum comentário: