Virginia Costa

sábado, 10 de dezembro de 2016

Wynwood, Bayside Marketplace e Star Island

Taí um lugar que eu sempre quis conhecer e que não me decepcionou.
O coração do bairro é aqui no Wynwood Kitchen &Bar. Daqui, saia garimpando os murais.
Eu AMEI Wynwood. É muito louco. 
O povo fica literalmente no meio da rua tirando fotos, descobrindo aos poucos as coisas bonitas. 
O bonito mesmo é que as pinturas são bem feitas, os temas são bonitos. 
As cidades deveriam ser todas assim! 
Dá para perceber que é um bairro mais simples e que está tudo sendo ainda revitalizado. 
Li que toda essa revitalização foi obra do Chris Blackwell, dono da Island Records ( o cara que lançou Bob Marley e o U2).

Legal ver os artistas com a mão na massa.
 
Depois de me surpreender tanto, bateu aquela fome e não tinha uma "padaria" de meu Deus para comer um Cuban toast, hehehe. 
Quando eu achei esse lugarzinho me apaixonei. Bonito por fora e confortável por dentro. O que eu chamo de honesto. Custou por volta de $10.
Essa loja é o máximo, a Plant the Future. A tal Paloma é uma artista e tanto.Vou fazer um post só da loja. Quando você vir esse gorila no alto do prédio com plantas no topete, entre!!
Na ida, ainda meio perdida, encontrei esse museu mas ainda não estava aberto e depois não voltei lá mas imagino que seja ótimo. Esse é o artista expondo no momento, Fernando Botero no Latin American Art Museum e também ao longo do Bayside.
De lá peguei o Trolley ( de graça e com ar condicionado, viu?) para o Bayside. 
Eita lugar animado! 
É uma mistura de raças incrível mas a música é só latina e bem alta! 
Tem lojinhas, tem sombra, mil agencias vendendo passeios, tem uns malucos dançando num palco que parece que rola música de dia e de noite. Tem bares que funcionam desde cedo. É realmente um agito.
  
Tentei escolher com calma um restaurante dentre os muuuuitos que tem por lá.
Fiquei com o Bubba Gump, menos barulhento. É uma rede conhecida mas eu nunca tinha comido lá.
 
 É daqueles bem americanos, com porções enormes e drinks maiores ainda (sempre meio aguados rsrs). 
 
Comi camarão recheado com siri, assado e arroz de coco. A maior parte do cardápio, claro, é deep fried (frito!!). Estava bonzinho. 
O drink, sinceramente, grande e doce demais. Escolhi mal. Será que estou ficando muito sistemática?
Nem tanto, a decoração do lugar eu adorei. Quando eu sou franca demais me lembro do meu filho que disse que acabou não indo para Istambul por que, digamos, eu não tenha convencido sua namorada da época, pelo meu post ,sobre a cidade. Gente, eu amei Istambul! Até resolvi aprender turco para quando eu voltar! Onde é que estou errando? É que tem coisa que eu acho "morna", não vou ficar enfeitando, né?
 
Bom, dalí do Bayside saem os passeios turísticos de barco e eu ganhei um ticket, acreditam? De um fã ! Bora ver as casas das celebridades, claro, né? 
Foi muito bom, dá bem para ver como a cidade é bonita e a importância do porto. Tem um navio atras do outro e cada cada barco!!! 
 Vimos as casas da Shakira (amo!!!), 
a que foi da Elisabeth Taylor (uma das mais bonitas).
No jardim, uma escultura que ganhou de  presente do Michael Jackson. 
 Acho que é do Julio Iglesias ou a que foi do Frank Sinatra? e 
A maior delas, a do dono do laboratório que criou o Viagra. Agora, se tudo é verdade mesmo eu não sei mas foi divertido e confuso na hora de colocar as fotos aqui hehehe.
Voltei escurecendo para casa. Em Miami, as ruas nos bairros residenciais são muito pouco iluminadas. Dá medo. Dizem que é assim mesmo mas eu fico preocupada. Comprei uma pizza para experimentar do Papa John's 
e chega por hoje. A pizza? Bom, longe daquilo que eu gosto, embora tenha escolhido os ingredientes. Massa grossa, não fazem a menor mais fina e não achei nada demais. Ai meu Deus, to ficando difícil de agradar....Ninguém me entende. Comer uma pizza é um luxo para quem não quer engordar. Tem que valer a pena!

Nenhum comentário: