Virginia Costa

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Calgary - Compras!!

Hoje em dia, shopping é tudo igual, não é? Não importa se em Istambul ou em Buenos Aires, é tudo a mesma coisa. Difícil achar uma loja exclusiva do local. 
Enfim, um shopping de fácil acesso em Calgary é o Chinook, com estação de trem do mesmo nome. Eu não sou chegada à roupas mas adoro uma loja com coisas de casa e nesse shopping tem três que eu gosto muito.




A Anthropologie é uma delas pois sempre tem um display surpreendente. Sempre!
A Pottery Barn.
Williams Sonoma. Reparem que o cobre voltou com tudo!
Na Williams Sonoma tem as formas de bolo mais lindas que já vi. E tem muitas! 
Existem outros shoppings em Calgary que visitei mas não vou falar disso. Acho todos iguais. Pelo que entendi,lá, digamos que cada região ou bairro tem seu centro comercial, sempre com grandes lojas, mesmo assim, se você não tem carro, mesmo indo de ônibus, você anda pra caramba. Como eu sou uma hóspede independente (rsrsr) procuro me virar, então acreditem quando eu digo que se anda muito.
Em Shawnessy tem uma loja que adoro, a Pier1.  tem também uma livraria de enlouquecer. Dá para passar o dia, te juro, é a Chapters. Enorme!! E ainda tem enfeites de casa, agendas super diferentes e um Starbucks (free wifi!). Tem a Michel's, uma loja enorme com tudo imaginável para quem gosta de DIY e artesanato. 
Já a Ikea é mais fora de mão ainda para quem não tem carro. Como não tem na minha cidade eu quis conhecer. Essa loja é sueca e na entrada tem o símbolo da Suécia, o cavalo Dala que normalmente é esculpido e pintado à mão, pequeno, para presentear. Ele simboliza a força, a lealdade, a sabedoria e dignidade.
Dentro, a decoração é bem moderna. 
Acima, um jardim vertical. Dá para mobiliar uma casa com coisas bem baratas, tipo $10,00 uma mesinha de cabeceira, $ 8,00 um abajur.  
E tem uma lanchonete bem boa em cima e uma baratérrima embaixo. Baixando bem a bola, tem umas lojas chamadas Dolarama que também são uma delicia, tipo R$ 1,99 só que bem mais interessante hehehe
Essa loja é imperdível. Só tem coisas diferentes. Fica na 17th Ave, uma parte bem legal da cidade que merecia um passeio por lá. Tem otimos restaurantes. Mas voltando à loja. Espie só!
 
 


Hoje visitei uma loja de roupas usadas. Uma loja enorme, diga-se de passagem. Value Village.
Não tem aquele cheiro de brechó. É tudo muito organizado, lavadérrimo, ensacado, desinfetado e etiquetado. 
Tem brinquedos, roupas, eletrodomésticos, fantasias, material para escritório até louças. Claro, tudo super barato.
 A renda vai para instituições de caridade. O pessoal deixa as doações na parte de trás da loja e os voluntários organizam. Em Londres tinha algo parecido mas em escala bem menor, as Charity Shops.
Um pouco mais longe de Calgary tem uma Costco enorme. É uma loja irmã gêmea do nosso Sam's Club. O que mais gostei é a beleza do caminho na estrada até lá. Pense numa estrada linda, com as Rocky Mountains ao fundo, as fazendas com os fenos enroladinhos no pasto.Maravilhoso! Vale pelo passeio. Infelizmente, impossível parar na estrada sem acostamento para tirar fotos.
Falando em compras de roupas, uma coisa curiosa é que os canadenses (peraí, os de Calgary) não estão nem aí para modismos ou grifes. Essa foi a impressão que tive. No centro da cidade você vê os homens muito bem arrumados, as mulheres também, mas nada assim, fashion (como em Londres, por exemplo). Na porta da escola da minha neta, você vê as mães totalmente informais, algumas crianças você jura que foram para a escola de pijama hahaha. Que liberdade! A vida é outra. Passar roupa? Nem pensar! E eu tentando dar minhas toalhas de linho, lindas, bordadas à mão, para minhas filhas lá e elas não querem de jeito nenhum. Novos tempos. Não me pergunte se estão certas pelamor!!!!

Calgary- dicas de passeio

Vou tentar colocar as dicas em ordem de importância, mas é o meu gosto, claro.
O primeiro lugar seria o Heritage Park para se ter uma ideia da história local e por que é o máximo mesmo, muito diferente, como um cenário de filme de cowboy.
É uma viagem no tempo, um passeio completo e incrível. Clique AQUI para ver como é.
Em segundo, o Centro da cidade que inclui uma visita 
à Calgary Tower, à Stephen Ave, ao Glenbow Museum, ao +15 Skywalk e mais bater perna para ver as obras de arte espalhadas pela cidade. Eu contei tudo AQUI. Só aí já foi um ou dois dias, viu?
Se tiver que abrir mão de alguma coisa, pode deixar de visitar o Prince's Island Park e o Eau Claire Market.
Em seguida, o Calgary Zoo.  Fui no ano passado e mostrei AQUI e desta vez fui debaixo de neve e vi outros animais. Acho um programa mais do que legal e além do mais, agrada à família toda. 
O temido grizzly bear deu um show!
Ainda está tendo uma exposição de luzes à noite que deve ser o máximo. Este ano aumentaram as atrações e elas tem um tema mais oriental e se chama Iluminasia. Imagine tudo isso iluminado combinado com algumas outras atrações! Não fui porque tenho a maior preguiça de sair à noite, hoje em dia.
Todos os Farmer's Markets também são muito legais e acontecem nos fins de semana. É o lugar certo para provar comidas diferentes de várias partes do mundo além de poder comprar produtos orgânicos diferenciados.Clique AQUI para conhecer alguns dos mercados.
Se você tiver algum amigo com carro, vá passear pelos bairros residenciais. Muitas pracinhas com gramados impecáveis e seus respectivos parquinhos robustos que dão de 10 a 0 nas nossas academias ao ar livre. Verdade, triste constatação. É de lá que saem os campeões olímpicos. Eu vi cada criança fazendo cada manobra...daí entendi que, juro, a coisa tem que vir desde a mais tenra idade.
Planejamento é tudo. Padrão é a palavra para ficar tudo bonito. Nos fundos das casas, onde ficam as garagens, ficam também as lixeiras. Assim não tem feiura na rua da frente.
Cada bairro mais bonito e bem cuidado que o outro. Conhece-los também faz parte do turismo, não acham? 
video
Não parece, mas são condomínios particulares sem portaria. 
No valor do condomínio está incluído o corte de grama na frente, na praça, no quintal de cada um (backyard) e retirada da neve das calçadas. Se alguém escorregar e cair na porta da sua casa você está perdido com o seguro!

 Aqui já é um bairro dos chiques! Cada casa é uma casa particular mesmo. Nada mal, né?
Voltando para a "periferia". Casa de gente trabalhadora, normal. Isso sim é qualidade de vida! Me alegro por eles e fico triste pela minha gente brasileira, que se mata de trabalhar e não tem direito à moradia decente.A propósito, a maioria dessas casas é geminada. O efeito visual é muito bonito.

Inglewood

Esta é a comunidade mais antiga de Calgary. É da época da construção do Fort Calgary, 1875. 
Gosto de passear por lá exatamente porque a gente toma um folego de tanta modernidade e prédios altos espelhados do centro.  E olha que fica bem pertinho do centro. 
O bairro não tem mistério, para conhecer é só caminhar ao longo da 9th Ave.
Sempre gostei dessas lixeiras. .
Tem casinhas bem antigas na rua paralela.
E por lá também achei este antigo celeiro onde funciona uma loja.
 Visitei esta galeria linda e moderna, a Esker Foundation.
 
A galeria fica no quarto andar de um edifício moderno e de lá de cima tem uma vista linda de downtown Calgary. Fica a dica como uma paradinha para descansar as pernas. Eu cochilei aí rsrsr
Tem várias lojinhas bem exclusivas. Esta daí, a Plant, esconde um monte de plantas diferentes e arranjos curiosos.
 Não conhecia essa planta da "ressurreição"
 Plantas aéreas.
E esses dinossauros foram os campeões de fofura.
A Goldgrass Home, só vende coisas feitas com produtos naturais, tipo lã, algodão, madeira etc.
 O mais interessante fica no andar de baixo onde tem essas camas, todas arrumadas com produtos naturais e onde você pode se deitar e dormir se quiser. Outra parada para descanso...maior silencio, tudo novinho, irresistível.
Acabei almoçando neste supermercado/empório elegante, orgânico, chamado Bite.
Comi esse hambúrguer gourmet com champignon, cebola caramelizada e mais uma sopinha de ervilha seca. Tudo real food, impecável.
Outra opção que tem por lá com cara ótima, o Kane's Harley Dinner. Aliás, tem uma concessionária de Harley Davidson enorme na rua de trás com oficina, loja e tudo.
Bonito, né? 
 Só mais uma coisa, esse mural. Homenageia dez pessoas da comunidade de Inglewood que não são famosas mas que de alguma forma contribuíram positivamente para o lugar. Daí, espera-se que de agora em diante elas sejam bem lembradas. Adorei!
Um detalhe, tudo isso que eu mostrei fica do lado direito da avenida, de quem vem do centro.