Virginia Costa

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Museu de Arte Sacra de São José dos Campos

 Meio escondidinho, ao lado do Mercado Municipal, no calçadão, está esta a Capela Nossa Senhora Aparecida, onde fica o Museu.
 Anjo, fragmento de altar que estava na Igreja de São Benedito em madeira policromada, século XIX.
Em 1906, Manoela Maria de Jesus, então proprietária do prédio da capela, transferiu em cartório a posse do imóvel para o nome da própria santa e entregou a zeladoria para o senhor Francisco Alves da Cunha Cursino.
Historiadores acreditam que o zelador investiu em melhorias na pequena capela e que a inauguração do edifício, com as características arquitetônicas mantidas até os dias atuais, deu-se em 1908.
Adoro histórias dos santos. Leia essa sobre Santa Bárbara!  De acordo com narrativas da época, Barbara era filha de um rico funcionário do Império, Dioroscuro. Ela foi mantida pelo pai presa em uma torre para preservá-la do mundo. Ele lhe arrumou uma proposta de casamento que ela rejeitou. Ao voltar de uma viagem, Dioroscuro foi comunicado que ela havia se convertido ao cristianismo, Por causa de sua conversão ela foi levada ao prefeito da província, Martiniano, que a martirizou mas suas feridas sempre apareciam curadas. Enraivecido por causa da fé de sua filha, Dioroscuro pediu ao tribunal que ela fosse decapitada e que ele mesmo o fizesse.  Após cortar a cabeça da filha, um raio atingiu Dioroscuro, que morreu carbonizado. É por esta razão que Santa Barbara é considerada padroeira dos bombeiros e é chamada como protetora contra raios , trovões e tempestades ( 4 de Dezembro)
 
Nosso Senhor dos Passos. A imagem representa Jesus Cristo carregando a cruz numa das quedas à caminho do Calvário. Esta peça, um exemplar da devoção dos colonos, está na capela desde o início, assim como o oratório. A procissão do Senhor Jesus dos Passos sai na Quinta Feira Santa e teve sua origem no ano de 1586, em Lisboa.

Santo Expedito era comandante de uma legião de soldados romanos na cidade de Melitene, na Armênia, no final do século III. Certa vez o exército ficou cercado pelo inimigo dentro de uma cidade fortificada. A legião, comandada por Expedito se ajoelhou e pediu ajuda a Deus e conseguiram vencer o inimigo graças a uma chuva de granizo. Por causa de sua conversão, Santo Expedito foi torturado, flagelado e decapitado em 19 de Abril de 303 durante a perseguição aos cristãos do império de Diocleciano. Da Armênia, o culto ao santo espalhou-se pela Europa e ganhou o mundo. É representado com uma palma, simbolo de seu martírio e uma cruz escrita hodie (hoje, em latim), enquanto ele esmaga um corvo que grita cras (amanhã). Significa que não devemos deixar para amanhã a nossa conversão a Deus. É comemorado dia 19 de abril. 
Funcionamento do Museu: terça a sexta das 9h às 17h. Sábado das 9h às 12h.

Nenhum comentário: