sexta-feira, 7 de setembro de 2018

Rothenburg ob der Tauber- Atrações que valem a pena

O Museu Medieval do Crime mostra o desenvolvimento do Direito desde o final da Idade Media até o seculo XIX.
Dama de Ferro
Algumas coisas são de arrepiar como essa dama de ferro, a capa do carrasco, cinto de castidade e castigos escolares. Nossa, só de lembrar já me embrulha o estomago.
Máscaras da vergonha
Mascaras destinadas a humilhar as pessoas que cometeram deslizes que para nós hoje seriam risíveis como cochilar durante a missa, fazer fofocas ou se exceder na bebida. Até os padeiros que fizessem pães muito pequenos ou muito grandes sofriam severas penalidades. O povo era bem sádico, credo!
Uma das penalidades para casais que, segundo a mentalidade da época, não mereciam morar sob o mesmo teto que os protegia, era destelhar a casa. Quando o homem, por exemplo, não conseguia se defender das pancadas da sua esposa, a paz do lar ficava muito abalada. Os cidadãos então se juntavam para destelhar a casa deles.
Por apanhar da esposa e não conseguir revidar o marido era obrigado a puxar um burro pela cidade com a mulher virada de costas no burro. Ou seja, eles estimulavam claramente o homem a bater na mulher.
Um museu bem mais singelo é a Casa dos Artesãos  (Handwerkerhaus) ou Antiga Câmara dos ofícios de Rothenburg. A casa é de 1270 e mostra como vivia uma família grande em onze pequenos cômodos.
Handwerkerhaus
A casa abrigou diversos tipos de artesãos ao longo dos seculos.
Ela permaneceu intacta por que o ultimo morador era um sistemático que se fechou para a cultura e tecnologia.
Vivia isolado, colhia água da chuva, tinha um poço dentro de casa e passava bem sem energia elétrica. Um verdadeiro eremita.
Naquela época era comum as famílias terem quinze filhos. Dormiam várias crianças numa cama.
Acima é o quarto do casal. Cama estreita, né? E o teto bem baixo.
Käthe Wohlfahrt - Rothenburg ob der Tauber
Uma coisa que não pude ver mas não perderia por nada é o Museu Alemão do Natal. Fica dentro da Loja Käthe Wohlfahrt. Estava em reforma mas com certeza abrirão para o próximo Natal.
Judengasse 27
Uma curiosidade, o Padre argentino Jorge Mario Bergoglio morou nessa casa, no andar de baixo que era alugado pelo Goethe Institut para estudantes estrangeiros. Morou aqui para estudar alemão de 4 de agosto a 2 de outubro de 1986. Em 1985 ele estudou alemão no Goethe Institut de Boppard am Rhein , o mesmo onde eu estudei alemão!!! Que mundo pequeno hehehe. Acabou sendo eleito Papa em 2013. Um querido por onde passou. As famílias de ambas as casas que o hospedaram foram privilegiadas por esse convívio.
Outro programa bem interessante é fazer esse tour com o carrasco. Enquanto a gente passeia pela cidade ele vai contando sobre as mazelas da sua profissão. Era uma profissão que passava de pai para filho mas o difícil era ele conseguir uma mulher que quisesse ser esposa do homem mais rejeitado da cidade. Além de morarem isolados, ninguém se aproximava nem dos filhos deles, até na igreja tinham que ficar separados. Até o cemitério do verdugo era separado do cemitério público e não tinha lápide com inscrição mas sim grandes pedras marcando o túmulo. Tem muita coisa curiosa e horripilante sobre isso que eu li mas vou mudar de assunto.
De Rothenburg fomos de trem para Würzburg. De novo o rio Meno começa a aparecer na paisagem junto com vinhedos.

Rothenburg ob der Tauber- Praça do Mercado, Portões e Torres

Embora eu tenha amado Dinkelsbuehl, se pudesse recomendar uma cidade na Alemanha, seria Rothenburg ob der Tauber. Que ódio de mim por não ter prestado atenção nas aulas de história!  
Arco de Röder/ Torre de São Marcos
 Essa torre fazia parte do primeiro anel da cidade. Reparem no ninho de cegonhas lá em cima! Nosso hotel gracinha, sobre o qual contei AQUI noutro post, ficava a alguns passos dessa fonte com flores.
Marktplarz- Rothenburg ob der Tauber
Em seguida já é essa praça bem grande com muitas coisas para serem apreciadas.
Town hall - Rothenburg ob der Tauber
 A Câmara Municipal domina a praça com sua fachada renascentista e arcos barrocos. A parte antiga fica atrás, em estilo gótico. A construção do prédio atual começou em 1250 depois que a velha câmara gótica foi destruída por incêndio dez anos antes. É possível subir a torre e tem uma vista linda mas tudo que é de subir escada assim, não dá mais para mim, né?
Town Councillor's Tavern
Na fachada barroca da antiga Taberna de Conselheiros, que hoje é o Centro Turístico, tem um campanário e logo abaixo um relógio de sol, um relógio astronômico e a águia imperial só que eles não são a atração principal. Fica todo mundo esperando para ver de hora em hora o "Master Draught", ou o gole fenomenal, o trago incrível. Eu explico.
Master Draught Legend
Reza a lenda que em 1631, durante a Guerra dos Trinta Anos, o Marechal de Campo Tilly estava furioso por que a cidade de  Rothemburg não se rendia e Tilly já tinha decidido executar quatro conselheiros. Clima tenso!!Todos os pedidos de misericórdia deram em nada e o prefeito Bezold teve que ir buscar o carrasco. Nesse meio tempo ofereceram para Tilly o melhor vinho da Francônia numa caneca onde cabiam três litros e 1/4. Ele caiu na bobagem de prometer poupar a cidade se um dos conselheiros bebesse a caneca toda num só gole. O ex prefeito Nusch aceitou o desafio e conseguiu. Tilly ficou estarrecido mas manteve sua promessa. Dizem que Nusch dormiu três dias seguidos. Que ressaca! Mas salvou muitas vidas.

Desde 1881 tem um festival para comemorar esse feito. imagine só! Enfim, quando o relógio bate as horas as duas janelas se abrem e aparece a imagem do Tilly de um lado e do Nusch do outro virando a caneca. Muito legal. Eu adoro uma lenda assim tão oficial.
The Meat and Dancing House - Rothenburg ob der Tauber
Ainda na praça, essas duas casas enxaimel chamam a atenção. A vermelha está sobre a  fundação original da antiga prefeitura que sofreu um incêndio em 1240. Os açougueiros venderam carnes no porão até o seculo XVIII. Hoje tem exposições de arte de artistas locais. A parte de cima era usada para comemorações e danças, depois para guardar uniformes militares. Hoje guarda as fantasias dos festivais. 
Fonte de São George em Rothenburg ob der Tauber
A fonte de São George é a mais bonita da cidade. Os camponeses da regiões vizinhas dançavam ao redor dela uma vez por ano para proteger Rothenburg da peste.
De acordo com uma outra lenda eles dançavam por alegria sobre um tesouro que um camponês descobriu num sonho.
Rothenburg é tão especial que foi cenário do Harry Potter e as Relíquias da Morte  e foi inspiração para o vilarejo no filme Pinocchio do Walt Disney de 1940.  
Torre Röder - Rödertor
Essa é Torre Röder, por onde entramos. É a principal entrada e uma das duas únicas que se pode subir até em cima. Na parte de baixo tem duas construções menores onde ficavam os guardas cobrando impostos sobre as mercadorias que seriam vendidas.

Roofs in Rothenburg ob der Tauber
Nunca me imaginei andando sobre um muro tão histórico. Nem estava na minha lista.
Backyards in Rothenburg ob der Tauber
De cima da muralha dá para ver os telhados e quintais das casas. 

Partes da muralha foram destruídas na ultima guerra mas eles reconstruíram tudo graças á doações do mundo todo. Só bomba mesmo para destruir uma coisa tão sólida e bem construída.
A Torre Branca em Rothenburg ob der Tauber
A Torre Branca faz parte da muralha de dentro, de antes da cidade crescer. Foi queimada na ultima guerra e reconstruída.
Plönlein - Rothenburg ob der Tauber
Esse cantinho é o cartão postal da cidade. Você já deve ter visto fotos. É chamado de Plönlein e significa pequena praça. Foi difícil tirar essa foto sem muita gente. A torre á direita é a Kobolzeller e a em primeiro plano a Siebersturm.
Torre do Castelo - Rothenburg ob der Tauber

Segundo os pesquisadores, aqui teve um castelo enorme do qual só restauram os portões. O portão é o maior e o mais antigo, do seculo XII.  Sobre o castelo, supõe-se que foi destruído por causa de um terremoto. 
Buraco da Agulha em Rothenburg ob der Tauber
De noite, para prevenir invasões, só abriam essa portinha no portão (adicionada em 1555) para que entrasse uma pessoa de cada vez. É chamado de buraco da agulha.
Torre do Castelo em Rothenburg ob der Tauber
Para atacar os inimigos jogavam óleo fervendo lá de cima sobre as pessoas,de dentro da boca dessa escultura.  
Deste ponto da cidade, uma vista linda. Lá no vale do rio Tauber, muitas atrações ainda para quem pode ficar por mais tempo.
Quase na entrada do portão do castelo tem o Burg Hotel que achei a coisa mais linda. Tem carinha de simples mas é caro, viu? 
A torre Galgentor levava até o local das execuções na forca fora da cidade. Era o sinal visível da soberania legal da cidade imperial livre e foi demolido depois que isso se perdeu em 1810. Uma rota de fuga foi descoberta recentemente no antigo bastião e está aberta ao publico. A cidade criou um playground de aventuras no fosso da cidade.
Vi peras, uvas e maçãs nas portas das casas. Um encanto.

Rothenburg ob der Tauber- Comer, Rezar e Comprar

Rothenburg ob der Tauber
Bom, estou imaginando que você já leu as postagens anteriores. Fiquei duas noites em Rothenburg ob der Tauber num hotel "raiz" como contei AQUI, provei o vinho da região, deixei de comer um doce tipico e deixei de comprar um monte de coisas que eu adoraria. É assim mesmo, o dinheiro é um só e temos que optar.
Bratwurst em Würzburg
A comida alemã é muito calórica e eu fiz minha parte, provei todas as salsichas regionais que apareceram na minha frente mas no meio do caminho tem uma coisa que eu adoro que são os peixes crus em conserva, mais precisamente o arenque. Então, quando posso escolher entre uma salsicha e um peixe, eu fico com o arenque (Hering) ou peixes da família Lachs (salmão). Confesso que pedir por eles em alemão é uma aventura. Os nomes são esquisitíssimos mas acabei no fim deu certo.
Em Rothenburg, naquele calorão, um restaurante tradicional muito agradável com que recomendo, na sombra de árvore, bem ao lado da Jabobskirche, o Reichskuechenmeister.


Do jeito que eu gosto, quando você entra, olha em volta e quer comer o prato dos vizinhos. Bem tradicional e movimentado.
Coleção - Zinnsoldat
Ainda por cima tinha uma coleção incrível de soldadinhos de chumbo na parte interna. Várias vitrines numa parede com cenas de guerra, praticamente um mini museu. Uma raridade mesmo.
Rauchmatjes Hausfrauenart dazu Salzkartoffeln
Nosso prato com batatas rústicas. Eu sei, parece estranho para quem não curte peixe cru mas são marinados e muito saborosos.  Creme de leite azedo, endro, maçã, cebola, conserva de pepino.
Lebenslust - Rothenburg ob der Taauber
Uma coisa que estava na minha lista para experimentar, o Käsekuchen. É quase um cheesecake só que sem a cobertura de frutas e geleias. Como eu não gosto muito de doces eu adorei. Pouquíssimo açúcar. Comi no café Lebenslust, também praticamente ao lado da Jabobskirche. Lá tem eventos culturais de noite. O café é bonito, num pátio. Servem também mini pizzas muito apetitosas.
Na parte interna tem o café junto com uma loja de antiguidades. Meu sonho, muito simpático, com mesas e cadeiras descombinadas, tudo para vender.
O doce famoso de Rothenburg e de Dinkelsbuehl é o Schneeball, ou Schneebaelle, no plural, as bolas de neve. Confesso que não me apeteceram. Eu não curto muito e nem posso comer doces, ainda mais com massa de farinha de trigo frita. Tipo uma bola de pastel. Tem diversos tipos de cobertura e recheios e existem há 300 anos. Devem ser boas mas não achei hora para elas. Gostaria, em tese, de te-las provado. Entre os doces, bom mesmo é o pão de mel de  Nuremberg que contei AQUI
Não podia deixar de experimentar o vinho regional que vem nessa garrafa gorduchinha azul escura.
Fizemos um lanchinho com esse vinho, pão de centeio, Leberwurst ( um tipo de patê com figado de aves) e mais um patê gostoso vegano. De pijama hahaha. Sem energia para sair de noite.

St. Jacob's Kirche
Tenho mania de entrar em igrejas, vocês sabem, mas nesse dia não consegui visitar a St. Jacob's Kirche.  Estava cansada, com fome e com calor. Achei que poderia voltar no dia seguinte e não aconteceu. Ela levou mais de cem anos para ser construída e foi consagrada em 1448. Entre outras obras de arte há o Altar do Sangue Sagrado, uma das obras mais importantes do artista e escultor Tilman Riemenschneider. O altar foi encomendado especialmente para acomodar com a devida grandeza uma cruz onde diz-se que está encrustada uma capsula de cristal que contem três gostas do sangue de Cristo.
Ao lado dessa igreja, na rua mesmo,  tem uma maquete em bronze da cidade que é tudo de bom! É perfeita! Casinha por casinha.
Rothenburg ob der Tauber tem lojas muito especiais. A mais famosa, suponho é a Käthe Wohlfahrt. Na porta tem esse carro com presentes de Natal então não tem como deixar de ver.
A loja tem absolutamente tudo que há de melhor em artesanato de altíssima qualidade da Alemanha. Tudo feito à mão.
É de uma delicadeza inigualável.
Na entrada tem uma parede, uma mini cidade de bichinhos de pelúcia que se movimentam. Os adultos ficam parados ali feito bobos olhando, e a fila de gente tem que andar e ninguém quer seguir adiante.
 Não se deve fotografar mas é irresistível.
Essa loja tem várias filiais na Alemanha, inclusive em Nuremberg mas a de Rothenburg é a matriz.  Dessa loja faz parte o Museu do Natal ( Christmas Museum) que deve ser muito emocionante mas estava fechado.
A vitrine mais charmosa que eu vi foi desse açougue.
Vamos combinar, carne é um produto feio para se vender e eles usaram cestinhas e plaquinhas de madeira. Ficou muito atraente.
Entre os embutidos, coisa que os alemães são campeões, vi um produto com um nome curioso, bolas de canhão de Rothenburg. Na parte superior da foto.
Tem algumas poucas lojas de roupa tipica da Baviera, mas tem até para bebes.
Loja com bordados finos.
E reparei também numa tendencia para artesanato de diversas formas nessas placas de metal com cara de enferrujado. Nessas cidades medievais o tema bruxa é quase uma obsessão.