Virginia Costa

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

ANTONI GAUDÍ- Algumas Obras

Enquanto estive em Londres aproveitei para dar um pulo em Barcelona pra conferir as obras de Gaudí. Voltei apaixonada. Valeu a viagem.
 Pere Millá e Rose Segimon encomendaram esse prédio para Gaudí após terem visto a reforma que ele fez na Casa Battló. Eles morariam no primeiro andar e alugariam o térreo para lojas e o restante dos outros apartamentos pra outras famílias. 
Na época essa obra apresentou muitas inovações tais como elevador, a portaria, entrada de serviço, garagem, persianas etc. Foi construída entre 1906 e 1912.  Por causa dos patios internos, todos os apartamentos são muito iluminados e ventilados.
São 150 janelas diferentes em tamanho e forma distribuídas pelas 3 fachadas. Gaudí estava com 54 anos. Nunca se casou. Morreu 3 dias após ter sido atropelado por um bonde aos 74 anos. Morreu sabendo que deixaria inacabada a obra da Catedral.
As chaminés abaixo servem para "esconder" a caixa dágua, escadas, ventilação e toda a parte funcional. A do primeiro plano, inspirada numa árvore de tronco sinuoso, tem as "folhas" de vidro. Dizem que foram as garrafas de bebida consumidas na inauguração.
Chama-se Casa Millá mas por causa da aparência e também por ser de pedra acabou ganhando o nome de La Pedrera. As sacadas são impressionantes, de ferro reciclado, com detalhes como flores, máscaras, símbolos. Na época fizeram vários comentários maldosos a respeito de toda a obra. Sobre as sacadas disseram que pareciam um acidente de trem.
A parte inferior delas é de material transparente para ajudar na iluminação, uma das suas maiores preocupações. Na época as casas eram muito escuras.
Uma das duas portas de entrada do prédio, também com formato "orgânico", lembra um casco de tartaruga, asas de borboleta ou células.
Olhe só essa entrada vista pelo lado de dentro. Repare em como a luz entra. A porta tem os desenhos menores embaixo para segurança e maiores em cima pra deixar entrar a luz e ao mesmo tempo não impedem a comunicação com o exterior.
Um dos dois pátios internos (acima).
 Essas figuras esculturais dão um ar misterioso.Ninguém entende muito bem a simbologia dessas torres. Fala-se em guardiões, mulheres, corujas, um grupo de músicos.
Tem uma calçada acima do sótão entre as diversas chaminés. Dá pra passear ou acessar outros apartamentos.  
Casa Batlló, outra obra de Gaudí. Não existem ângulos retos, os vitrais são belíssimos.
Fachada da Casa Batlló.Também com a aparência meio "orgânica". As sacadas parecem penduradas como ninhos de passarinho.
Lustre no interior.Tudo que se ve no interior foi desenhado pelo Gaudi, as escadas, os moveis, os azulejos,etc.
Patio interno da Casa Batlló. Abaixo, Parque Guell, outra obra de Gaudí, encomendada pelo seu "padrinho das artes" Conde Eusebi Guell. 
 Era originalmente para ser um jardim residencial em estilo inglês. Mais tarde (1923) foi doado para a cidade.
Não vale a pena ir para Barcelona para isto?
Matéria muito boa AQUI sobre o assunto.

Um comentário: