Virginia Costa

sábado, 22 de junho de 2013

Turkey - Estação Sirkeci & Derviches Rodopiantes

Para receber o tão esperado Expresso Oriente vindo da Europa os turcos quiseram construir uma estação magnifica. Seria ali o ponto final do trem mais famoso do mundo, narrado por Agatha Christie em “Assassinato no Expresso do Oriente” .
A Estação Sirkeci foi inaugurada oficialmente em 1890, quando o trem já circulava há um ano. O projeto do arquiteto alemão Jasmund incorpora aspectos das diversas tradições  arquitetônicas de Istambul.
 Corredores de pedra e tijolo alternados no estilo bizantino combinam com monumentais portais recuados típicos dos turcos seldjúcidas e com os arcos muçulmanos em forma de ferradura em volta das janelas.Eu li sobre a estação e chegando lá achei tudo tão devagar e sem movimento, quase desativada.
Sirkeci Garı recebe trens da Grécia e de outros destinos europeus. The international trains bound for European capitals like Paris, Vienna and Belgrade stopped in 1977, but local commuter lines begin here.
Hoje, na parte externa, só existe o caos do transito e os engraxates mas antes era tudo jardim.A fachada principal estava sendo restaurada.The Orient Express was a hit from the moment it debuted in 1883. The Orient and the Ottoman Empire had long been fashionable across Europe, and now there was a luxurious means of visiting. Running through so many countries, during the heyday of international spying, it was a natural breeding ground for intrigue. Famous spies such as Robert Baden Powell and Mata Hari were among the passengers on board… presumably under different names. And in 1929, there was a murder aboard the train while it was stopped by a snow storm; an event which inspired Agatha Christie’s most famous book.
Dentro tem um pequeno museu sobre o Orient Express. 
Estivemos lá para assistir a uma apresentação dos Dervixes Rodopiantes no salão que mostrei acima. Apresentação talvez não seja a palavra certa, é como se a gente estivesse observando pessoas em um momento profundo de adoração a Deus, no caso, Alá.
O sufismo é o braço mistico do islamismo. O nome vem de suf, lã em árabe.Os primeiros sufistas faziam voto de pobreza e abnegação e usavam roupas de lã áspera sobre a pele. Só então entendi o significado desta pele com lã que colocaram no chão e reverenciaram o tempo todo. Eles rodopiam rápido e por muito tempo ao som de uma música ao vivo com instrumentos totalmente diferentes dos nossos. Inicialmente a música é estranha mas no final eu estava adorando. Estava morrendo de medo de achar chato e não ter como escapar mas adorei. Muito lindo e diferente.
Os sufistas buscam a experiência pessoal do divino. Esta experiência pode acontecer em rituais de meditação que envolvem orações, dança e música, práticas que devem promover uma comunhão direta e em êxtase com Alá . Entre as vertentes sufistas a mais conhecida é a Mevlevi, dos dervixes rodopiantes, por causa de sua dança ritual.
video
 A Ordem dos Derviches está proibida na Turquia desde 1925 por ordem de Atatürk mas a Sema é permitida desde 1954 como atração turística, inclusive aos não-muçulmanos..Dervishes are adherents to sufism: a mystical interpretation of Islam, which aspires to a perfectly pure state of worship. Each dervish order is based around an exalted teacher or saint, and each has different practices. In general, dervishes ascribe to an ascetic lifestyle of extreme poverty, and are fairly similar to Catholic monks. The Mevlevi Order was based around the teachings of the Persian mystic Rumi, and was among the most prominent dervish sects in the Ottoman Empire. Even sultans would come to watch their ceremonies in Galata. Established in 1451, the Galata Mevlevihanesi is the oldest surviving tekke (dervish monastery) in Istanbul. It’s now been converted into a museum dedicated to the Mevlevi Order, with exhibits that illuminate their way of life, rituals, music, and beliefs. The brothers of the order didn’t spend all day whirling; they were skilled in calligraphy and art, and masters of specialized professions like watchmaking. The museum does a good job of introducing the dervishes, and their beautiful old tekke.

Nenhum comentário: