Virginia Costa

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Mexico - Cancún. - What I saw

Visualizar os sonhos com detalhes é comprovadamente meio caminho andado para realizá-los.Vocês se lembram do nome deste quadro que eu pintei? Chama-se "Onde Fica Esta Praia?" Foi um dos poucos que pintei por uma imagem da net. Eu simplesmente adorei as cores.
 Pois é, parece que descobri a praia no Caribe. Olha só a cor deste mar!!!! Repare que estou dentro de um barco, no meio do mar e a cor é assim, juro, sem Photoshop.Com o pé na areia, a construção branca é o hotel.Fiquei no Oasis Viva Beach. É apenas um dos muitos que ficam na Zona Hoteleira, ou Isla Cancún.
Acima, a vista do meu quarto com as piscinas do hotel.
Não me cansava de admirar, até com chuva ficava bonito. É claro que choveu! Mas pelo menos não teve furacão. 
 A ilha é em forma de L, tem 23 km de extensão e é ligada ao continente por duas pontes.O melhor deste hotel é a praia,o preço e também fica pertinho de vários shoppings e bares.Me disseram que um dos melhores é o Meliá, onde fica o rei da Espanha e também o Ritz Carlton (US850,00 a diária) com direito a digitar o aroma que você quer no quarto, entre outras coisas.
Vista do comercio na frente do hotel.Esta construção branca é o Hotel Riu. É lindo, fica bem ao lado.
O "tiozinho" anda pela praia vendendo as conchas e faz com elas um som bem alto, quase como aquele de navio. 
No hotel, estas mulheres fazem este penteado (US25,00) em 80% das mulheres. Morri de vontade de fazer mas não tive coragem.Além do mais, como me manter quieta, sentada, com tanta coisa pra ver? O penteado dura uns 15 dias. 
Houve uma noite de degustação de tequilas. Pude provar a melhor, Don Julio, e as outras também, inclusive as da casa com sabor de café, maçã etc.
Lá a maioria dos cocos são amarelos e pavões passeiam livres pelo hotel. 
O quarto é normal, grande. Cobram US$ 3,50 por dia para usar o cofre. Desaforo né? E também não tem frigobar.Eu adoro praia do tipo piscinão, sem ondas. A de lá é assim por que tem a Isla Mujeres na frente que barra as ondas.O sistema é all inclusive, o pessoal bebe o dia todo mas achei os drinks aguados.Com "propina" o atendimento melhora.
Pra quem vai só para curtir o hotel tem atividades na piscina, shows a noite, como num navio. Os shows são bem fraquinhos. 
Achei a comida muito boa,com opções para todos os paladares, inclusive um bife na chapa maravilhoso.Quanto aos tacos,eles não fazem aqueles crocantes, durinhos, eles pegam a tortilla e dão uma leve tostada na chapa. O recheio também não é de carne moída e sim carne de panela desfiada.Servem no café da manhã também e comi todos os dias.
Bem pertinho fica a Plaza Caracol, um shopping. Lá tem uma loja, Ambarte, que adorei. 
Tem o melhor do artesanato mexicano,feito por artistas renomados, tudo assinado. Estas peças foram feitas pelos índios Huicholes, um grupo étnico que se recusou a entrar em contato com o mundo exterior.Vivem em áreas inaccessíveis na Sierra Madre Occidental do México.Não sei se dá pra ver bem, são cobertas por minúsculas miçangas.Todos os desenhos tem um significado, são um reflexo da tradição e cultura deles. Através da arte os índios codificam e documentam seu conhecimento espiritual. Há peças deles em museus de Berlin,Paris e Nova York.
Na Ambarte eu vi as árvores da vida mais bonitas, pena que esqueci o nome do artista.O rapaz que me atendeu (Luiz Gustavo Quintana)é um apaixonado pela cultura mexicana, mostra nos livros, explica tudo.Esta é loja imperdível. 
Esta guitarra enorme é a frente do Forum By The Sea,um shopping de 3 andares. Aí é que a noite acontece.Fica um monte de gente nas filas dos bares, a música é altíssima no meio da rua,tem performistas de todo tipo e dá pra ver de fora o que está rolando em alguns.
É um lugar legal e animado pra passear a noite mesmo que você não vá, por exemplo, ao Coco Bongo, que é o lugar do momento, uma balada. Dizem que é imperdível. Eu tô fora. 
Lá tem o Rainforest Café...
 
 e o Carlos'n Charlie's, um outro restaurante super animado com decoração legal onde garçons dão shows.
Imagens do Hard Rock Cafe, dentro do Forum by The Sea. Olha o cadillac no palco.
O melhor meio de transporte é o ônibus. Da zona hoteleira até o centro custa 7,50 pesos (aprox. R$ 1,30) Tem dia e noite e é seguro. Não tem cobrador, o motorista deixa "la plata" bem a vista e dirigem feito loucos. Mas é divertido, é a hora que a gente tem pra ver a cara do povo.Uma vez tinha até um cara tocando violão e cantando música(mexicana das bem bregas)a troco de "propina" (gorjeta).
Os taxis não tem taxímetro e é a maior canseira a negociação. No centro, porém, de um lugar pra outro o preço está fixado em 20 pesos(R$ 3,40). Se tomar um taxi estacionado no "sitio", aí então pode ter certeza de que você vai ser extorquido. Se for o caso, tente um que esteja circulando, procurando cliente. Me disseram também que a polícia pega no pé dos motoristas de carros alugados.Dá pra ver quais são eles pelas cores das placas.
La Isla – É um shopping a céu aberto, com 120 lojas na Laguna Nichupte. Este sim vale a pena, é bonito e bem diversificado. Tem boates, restaurantes, cinema, aquário interativo e o Maya Ventura, um labirinto onde o palco principal é a civilização maia e você é o personagem principal.
La tem um restaurante Indiano.
Este tailandês é sobre palafitas, fica lindo a noite.
 
La Madonna. Lindo.
 Plaza Kukulcan – é o shopping mais chique, onde se encontram todas as grifes famosas. Eu, particularmente, só achei interessante este banco de madeira da Frida com o marido...
 ...e o belo vitral com imagens da história do México. De resto, é igual aos outros bons de qualquer cidade do mundo.
Outro ponto turístico é o Mirador, o ponto mais alto de Cancún, 6 metros acima do nível do mar. 
O restaurante com esta lagosta enorme no teto é o Lorenzillo’s, famoso por que lá se escolhe para comer a lagosta viva. Fica bem na lagoa, na Zona Hoteleira. 
  
Plaza Las Americas É um shopping normal, 50 lojas,8 cinemas e conhecido pelos bons preços. Fica no centro.Entre outras, lá tem uma loja daquela que eu gostei, do Ay Guey,
 
e um super mercado grande chamado Tiendas Chedraui 
e este restaurante chamado Tumbaburros que tem uma decoração interessante. Repare nas luminárias de ferro de passar roupa.
Minha vontade de conhecer o México já era antiga. 
Acho que ter pintado este quadro me ajudou a "materializar" a viagem. Este restaurante simpático, na verdade, eu vi em Londres. 
Mercado Ki-Huic -Eu e minha mania de mercados. Não perca seu precioso tempo com esse.A única coisa bonita que vi lá foram estas bolsas. O mercado fica no centro, num lugar bem feioso, o mercado é esquisito e sujo.
Mercado 23 - Outra fria. É que eu sou curiosa e além do mais todos os mexicanos da cidade gostam de comprar comida neste mercado aí então eu arrisquei. É mais feio que o anterior.É um mercado mais para alimentos mesmo.
Outra fria é este passeio de galeão.Isto, pelo menos,eu saquei logo. Eles saem lindos e iluminados a noite para o mar mas o programa é ridículo, totalmente artificial.Imagine uns mexicanos assanhadinhos vestidos de pirata tentando embebedar com tequila umas gringas. Alguém se habilita?

Mercado 28 - Este vale a pena. Fica também no centro, é bem grande e tem só barraquinhas de artesanato.
.. e alguns restaurantes até muito animados.É uma questão de gosto, para mim, um lugar assim é o paraíso. Duro é escapar dos vendedores e pechinchar mas sai tudo bem mais barato que na Zona Hoteleira.
Plaza Bonita - É bonitinha sim, tem cara de vilarejo mexicano e é meio que emendada no Mercado 28.
Parque Las Palapas - é uma praça no centro onde nos fins de semana sempre rola música ou outros eventos. Tem barraquinhas de artesanato e de comidinhas. Gostei,é mais limpo e as barracas são boas mas fui de dia.
 Mas gente, acho que mesmo que eu tenha feito de tudo para ver o máximo de coisas, o melhor eu perdi que são os parques aquáticos. Sempre chovia no dia que eu tinha planejado.Nesta viagem, eu fui sozinha, isto foi muito chato, por outro lado, antes ir sozinha do que não ir, não acham?

Nenhum comentário: