Virginia Costa

sábado, 10 de dezembro de 2016

Sobre o Airbnb- Airbnb experience

É a terceira vez que me hospedo pelo Airbnb. 
Fiquei na Ilhabela e
em Nova York antes, agora Miami. Com exceção de Nova York, que foi uma coisa impessoal mas não especificamente ruim, as outras duas experiências foram muito gratificantes.
 No caso de Miami, não foi barato pois o loft que aluguei acomodaria mais três pessoas e eu fui sozinha. 
Mas é a tal história, a gente simpatiza e se imagina no lugar e pronto, fecha negócio.
 
Claro,  li as reviews sobre o proprietário e resolvi encarar.

Foi ótimo chegar e ter a geladeira com frutas, temperos básicos e café à disposição.
Sou muito abençoada com essas experiências, na verdade, não me lembro de ter entrado em fria.
Esse loft, em Miami Shores é uma graça. O dono é paisagista então o jardim dele, já viu, né? É encantador.
Por acaso, a mãe dele estava passando uma temporada com ele, fugindo do inverno de onde mora e a gente acabou adquirindo o hábito de um drink no final do dia quando eu contava sobre o que tinha conhecido na cidade e ela sobre sua vida. Nessa mesinha aí acima.
Foram momentos muito agradáveis.  Ela teve uma vida formidável e abençoada, tem 72 anos e é muito linda por dentro e por fora. Foi mãe adotiva (fostermother) de 13 crianças!
 Ah! Ela só vem do estado dela para cá pelo aeroporto de Fort Lauderdale por que no outro aeroporto ( o Miami International) ninguém fala ingles!! E é verdade kkk.
Numa noite fizeram um churrasco em minha homenagem. Com aperitivos e tudo.
Foi feito nessa churrasqueira diferente, modelo da Indonésia, mais estreita, por que lá eles usam para fazer pequenos espetinhos. Interessante, né?
Olhem só que clima agradável!
Outra noite, o John, o dono da casa, me convidou para jantar com a mãe dele e seu companheiro.
Fomos no Schuckers. Fica num deck, com vista para o mar, é bem informal e por isso muito gostoso. 

Eles comeram ostras e eu clambs.
O que eu queria dizer é que esse contato mais próximo pode acontecer ou não. Depende de muitas coisas. As vezes a gente nem quer contato algum mesmo e tudo bem.
Quanto ao loft, foi perfeito. Tudo funcionava e tinha tudo que eu pudesse precisar desde utensílios domésticos até o conforto de ar condicionado, piscina, netflix e
 principalmente privacidade.  Esse cantinho acima era só meu.
Além de ser paisagista, John tem um restaurante tailandês com seu parceiro que funciona nos fins de semana em Hollywood, FL onde eu comi a melhor refeição da viagem.
Não sei se foi sorte ou boa vontade mas deu tudo muito certo.

Nenhum comentário: